Sejam Bem vindos

Tradutor

27 de janeiro de 2014

Cigana Safira

É protetora dos perseguidos, dos que sofrem injustamente, e que muitas vezes não tem como se defender. 

A Cigana Safira, protege os indefesos, os inocentes, os tímidos e os tristes.
É de origem Européia, da Alsásia, uma região que fica entre a França e a Itália, de um povoado ítalo-hispânico, em que habitavam os Kirilésh (nome de um Clã, oriundo da Cataluña). 
Foi muito perseguida em vida, por isso ajuda aos que precisam de força e luz nos mais diversos setores da vida. 
Suas magias tem fundamentos diversificados por causa das muitas viagens que fez ao redor do globo.
Destacam-se as de origem Espanhola, Árabe, Egipsiana, Nigeriana e as típicas da rromhá. 
Ela quando entre nós é encantadora, e quase nos hipnotiza.
Pela leveza e firmeza com a qual se apresenta. 
Tem mão de jogos tradicionais como das Radens, Buena Dicha e Quiromancia.
Por vezes é dura e aconselha com firmeza, observando todos os lados da questão, e analisando rapidamente. 
Faz magias para amor e saúde a base de frutas e flores, sua fruta predileta é a maçã. 
Mas o fundamento mais forte, é quando ela só olha e dança ao redor do consulente. 
Com este gesto tira todas as mazelas, e energiza a pessoa ao mesmo tempo.
Onde chega sua energia sutil é notada, sua cor favorita é o azul, que embora considerada uma cor fria, no corpo do protegido incorporado, as vestes ganham uma leve camada dourada, que impressiona à todos que estejam perto da Cigana Safira.

A água energizada com uma maçã inteira dentro do jarro, é distribuída aos que precisam de ajuda da Cigana e a maçã é presenteada ao mais necessitado. 
Quem ganha esta maçã pode ter certeza que com as instruções que a Cigana der, terá muitas chances de resolver seu problema em pouco tempo. 

Sensações comuns na incorporação de Safira: Conflito de sensações físicas e emocionais, pressão no coração, incomodo no pescoço e topor geral.


Desconheço a autoria do texto
Imagem: Tela de Maria do Carmo da Hora 

Nenhum comentário:

Postar um comentário