Sejam Bem vindos

Tradutor

27 de janeiro de 2014

Tela de Maria do Carmo da Hora 

Maria Cigana da Estrada


Salve Maria Cigana, sua luz e sua força!

Lá vai ela caminhando...
Com suas fitas coloridas,
com seu pandeiro a girar.
Salve cigana que abre as estradas,
acolhe e mostra qual caminho a trilhar...
Guiando os seus, pelo som dos seus sinos,
seus guizos a balançar.
Cigana guerreira e feiticeira do amor,
seu trabalho é um bálsamo,
um alívio para a dor.
Sua saia é rodada,
muitos tecidos, muitas cores...
Bailando perto de um rio,
enchendo o chão de flores.
Suas mãos tem perfume,
para suas cartas consagrar.
Seu carteado tem magia,
para todo o povo socorrer.
Se lhe faltar a sorte, ela devolve a esperança...
Cigana  de fé,  que  ajuda e não cansa.
Abençoada pelo Pai Maior,
Maria Cigana  cumpre sua missão.
Em sua casa ela ensina, encaminha e acolhe.
Com um sorriso nos lábios e uma palavra amiga,
Maria Cigana da Estrada, a todos ilumina.


Texto de Adriana Rodrigues
21-05-2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário